Pular navegação
EnglishEspañolPortuguês

Sobre

Sobre

O projeto eSaúde Pública e Equidade na América Latina e Caribe (eSAC) pretende contribuir para a melhoria da saúde e bem-estar da população menos favorecida da região e avançar no sentido da equidade na saúde por meio do desenvolvimento e utilização de soluções aplicáveis a Saúde Pública que sejam baseadas em tecnologias de informação e Comunicação (TIC).

O projeto eSAC pretende inovar ao estimular pesquisadores, políticos, profissionais inovadores, mídia e público em geral a pensar para além das tradicionais soluções de eSaúde com foco no nível individual e explorar o uso das TICs na saúde pública e o seu impacto nos determinantes sociais da saúde.

O Projeto é financiado pelo International Development Research Centre (IDRC), Ottawa-Canadá, e planejado e implementado pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Washington DC e pelo grupo de pesquisas People, Health Equity and Innovation (Phi) da Universidade de Toronto, Toronto-Canadá.

Convidamos você a explorar e fazer parte deste site. Se você gostaria de ter acesso completo aos nossos recursos, criar uma conta. É grátis!

Ferramentas e Recursos

Database of Resources: Highlighted on the front page and updated regularly, the eSAC Resource Database is a staff reviewed database of projects, organizations, publications and links to people who are working on areas of relevance to eSAC. Search it. Use it. Help us share the work of others in the region!

Online Forums and Groups: Explore our online discussions in English, Spanish and Portuguese. Hold conversations in the form of posted messages and build your online presence and reputation by asking and answering questions whether in the forums or groups. These can be very useful when you are looking for a place to hold a conversation with people who share your interest in ICTs and Public Health.

Events: Maintained by our staff, we have information about upcoming events related to ICTs, Public Health and Equity in Health. Let us know if you would like us to add an event!

Private messages: Use this feature to contact individuals who share similar interests in a secure environment. This includes ALL of our team members!

Jovens Profissionais (YPs)

O motor fundamental da comunidade eSAC é um grupo de cinco YPs que trabalham no nível regional, individualmente e em equipe, para catalisar o desenvolvimento dessa comunidade.

Os YPs são jovens (25-35 anos) com formação universitária (mestrado ou doutorado), provenientes da região da AL&C, apresentam um histórico comprovado de interesse prático nas áreas relacionadas ao projeto eSAC, e, coletivamente, falam todos os principais idiomas ocidentais usados na a região.

O processo seletivo dos YPs foi lançado em 2011 e recebeu mais de 400 aplicações. Esta seleção foi feita em múltiplas etapas sendo a última uma oficina presencial com os 10 melhores candidatos, representando as cinco regiões da AL&C (Central, Caribe, Andes, Brasil e Cone Sul), dos quais foram selecionados os cinco melhores.

Concurso de Inovação

eSAC hopes to stimulate creativity and intellectual cooperation in the Region by promoting the development and sharing of highly innovative, effective, pleasantly ingenious and simple Public eHealth solutions with the potential to promote equity in health.

The Innovation Competition has been launched and we are excited about identifying individuals or groups who are working towards the advance of Public eHealth.

Para mais informações veja: http://pt.esacproject.net/news/concurso-de-inova%C3%A7%C3%A3o

Mais

Qual o significado da sigla eSAC?

A sigla eSAC se refere à "eSaúde na América Latina e Caribe”. Originalmente, o projeto foi criado para ter um foco amplo, mas decidiu-se que se concentraria, especificamente, na Saúde Pública, Equidade e Inovação. No entanto, decidiu-se manter a sigla “eSAC” por razões históricas e devido ao fato de que a mesma pode ser usada nas três línguas oficiais do projeto.

O site do projeto eSAC

Este site foi pensado para ser uma comunidade regional virtual para fomentar e dar suporte a comunicação, a gestão do conhecimento e as atividades de capacitação na área de interseção entre a eSaúde Pública e Equidade na região da AL&C.

Nosso site será usado para: divulgar informações sobre o projeto; incluir links para recursos externos relacionados à eSaúde e Equidade; apresentar materiais de treinamento desenvolvidos no contexto da iniciativa proposta e trocar ideias e experiências relacionadas a desafios específicos da saúde pública e ao papel das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) na região.

Algumas definições importantes

eSaúde Pública: aplicações das Tecnologias de Informação e Comunicação na saúde pública e disciplinas relacionadas à mesma, incluindo: vigilância epidemiológica, promoção da saúde, prevenção de doenças, saúde ambiental, epidemiologia social, atividades de saúde comportamental, saúde ocupacional, treinamento de recursos humanos, atividades de pesquisa e desenvolvimento.

eSaúde: é um campo emergente na intersecção da informática médica, saúde pública e negócios, referindo-se aos serviços de saúde e informações entregas ou aprimoradas por meio da internet e tecnologias relacionadas. Num sentido mais amplo, o termo caracteriza não apenas um desenvolvimento técnico, mas também um estado de espírito, uma maneira de pensar, uma atitude e um compromisso para a rede, um pensamento global, para melhorar os cuidados de saúde no nível local, regional e mundial, usando tecnologia de informação e comunicação (Eysenbach, G. (2001) ‘What is e-Health?’ Journal of Medical Internet Research; 3; 2: e20).

Equidade: ausência de desigualdades sistemáticas na saúde (ou nos principais determinantes sociais da saúde) entre grupos com diferentes níveis de vantagens/desvantagens sociais – isto é, riqueza, poder ou prestígio (Braveman, P.; Gruskin, S. (2003) 'Defining equity in health.' Journal of Epidemiology & Community Health; 57; 4: 254-8.).

Inovação: o processo de transformar ou traduzir o conhecimento produzido por meio da pesquisa, bem como outros tipos de conhecimentos, em valor social.

Parceiros

Pan American Health Organization (PAHO)

A OPAS é uma agência internacional de saúde pública com mais de 100 anos de experiência de trabalho para melhoria da saúde e condições de vida nas Américas. A OPAS atua como uma organização especializada em saúde do Sistema Inter-Americano e também atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde e tem reconhecimento internacional como parte do sistema das Nações Unidas.

Atividades específicas - Organização Pan-Americana de Saúde:

  • Desenvolvimento e disseminação de conteúdo específico do projeto;
  • Capacitação dos YPs (jovens profissionais);
  • Organização de workshops/eventos regionais;
  • Produção de artigos acadêmicos.

Para obter mais informações sobre as atividades específicas desenvolvidas pela OPAS, por favor, entre em contato com Marcelo D'Agostino pelo e-mail: dagostim@paho.org.

Grupo de pesquisa Pessoas, Equidade em saúde e Inovação (People, Health equity and Innovation (Phi) Research Group)

Phi é um grupo de pesquisa multidisciplinar com o objetivo de investigar como as tecnologias de informação e comunicação (TIC) podem contribuir para a melhoria das condições de vida de grupos populacionais marginalizados e desprivilegiados. Phi desenvolve e implementa atividades de pesquisa em aplicada em três áreas principais: saúde internacional e bem-estar/saúde multicultural; saúde dos jovens/ desenvolvimento de liderança juvenil e doenças crônicas complexas. Phi está sediado no Centro de Inovação Global em eSaúde, Rede Universitária de Saúde, Toronto (Centre for Global eHealth Innovation, University Health Network, Toronto)

Atividades específicas - Universidade de Toronto (UofT):

  • Desenvolvimento e manutenção técnica da plataforma do projeto;
  • Concurso de inovação;
  • Organização final do evento;
  • Avialiação geral do projeto;
  • Produção de artigos acadêmicos.

Para obter mais informações sobre as atividades específicas desenvolvidas pela UofT, por favor, entre em contato com o Dr. Alex Jadad pelo e-mail: ajadad@ehealthinnovation.org.

Principal Pesquisadores

Alex Jadad

Alex é médico, inovador, educador e defensor da sociedade cuja missão é otimizar a saúde e o bem-estar de todos, por meio da uso inovador de tecnologias de informação e comunicação. Ele é titular da Cátedra de Pesquisa no Canadá em Inovação em eSaúde da Universidade de Toronto e da Rede de Saúde Universitária, onde fundou o Centro de Inovação Global em eSaúde. Além disso, Alex é professor no Departamento de Anestesia e no Instituto de Gestão e Avaliação de Políticas de Saúde, na Escola de Saúde Pública Dalla Lana da Faculdade de Medicina na Universidade de Toronto. Seu campo de trabalho e pesquisa em inovação foca em: ferramentas virtuais para apoiar o encontro entre público e o sistema de saúde (com ênfase na gestão de polipatologias); ferramentas interativas para promover a transmissão de conhecimento e a orientação do público e de profissionais de saúde; e recursos on-line para apoiar redes sociais nas respostas às maiores ameaças à saúde pública (ex: condições crônicas e pandemias), para apoiar a colaboração internacional, e possibilitar que o público, especialmente o jovem, contribua para a transformação do sistema de saúde e a sociedade.

No eSAC, Alex:

  • contribuiu para a conceitualização e elaboração do projeto;
  • é responsável pela solidez científica do projeto, no que diz respeito as atividades de responsabilidade da Universidade de Torontol;
  • promove e facilita o relacionamento entre o projeto e a rede acadêmica da qual a Universidade de Toronto participa.
Marcelo D'Agostino

Marcelo é analista de sistema formado pela Universidade de Belgrano, Argentina e mestre em Direção de Informação e Gestão do Conhecimento pela Universidade Aberta da Catalunha, Espanha. Ele começou a trabalhar na OPAS/OMS em 1987 no Centro Pan-Americano de Zoonoses como programador. Em 1991, foi consultor na área de Sistemas de Informação do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa. Em 1992, ele ingressou no Instituto Pan-Americano de Proteção de Alimentos e Zoonose (INPPAZ), como analista programador, atuando em 2002 como chefe da área de Tecnologia de Informação. Também em 2002, ele começou a trabalhar na BIREME (OPAS/OMS) como coordenador do Convênio de Cooperação Técnica entre o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa e a Agência Nacional de Vigilância Epidemiológica (ANVISA). Em 2005, Marcelo tornou-se gerente de projetos de marketing e inovação. No mesmo ano assumiu o posto de assessor regional  de Difusão de Informação para a Gestão de Informação e Conhecimento, sendo responsável pelo website, Intranet, rede sociais e Biblioteca Central da OPAS/OMS. In 2008, ele tornou-se assessor sênior da OPAS em Comunicação e Gestão do Conhecimento, sendo responsável pela coordenação de grupos científicos e de serviços editoriais, eSaúde e traduções. Em agosto de 2010, Marcelo tornou-se chefe da área de Gestão de Conhecimento e Comunicação, sendo responsável pela coordenação geral da gestão de conhecimento e aprendizagem organizacional, informação pública, relações midiáticas, bibliotecas e redes de informação, eSaúde, redes sociais, serviços editoriais, marca institucional e o Centro Latino-americano de Informação em Ciências da Saúde (BIREME). Além disso, atua como editor-adjunto da "Revista de Medicina y Seguridad del Trabajo" do Instituto de Saúde Carlos III na Espanha. 

No eSAC, Marcelo:

  • contribuiu para a conceitualização e elaboração do projeto;
  • é responsável pela solidez científica do projeto, no que diz respeito as atividades de responsabilidade da OPAS;
  • promove e facilita o relacionamento entre o projeto e as redes técnicas e políticas da quais a OPAS participa. 

Co-Diretores do Projeto

Andrea Cortinois

Andrea trabalha há 25 anos como jornalista, pesquisador, professor e diretor de intervenções na  área da saúde nos quatro continentes, especialmente em países de baixa renda. Nos últimos sete anos, Andrea tem participado em projetos de pesquisa que buscam a aplicação de novas tecnologias de informação e comunicação que alcance as populações e grupos marginalizados e que contribuam para a melhoria da equidade em saúde. Ele é professor adjunto na Escola de Saúde Pública Dalla Lana, da Universidade de Toronto, e leciona cursos sobre saúde e imigração e saúde internacional.

No eSAC, Andrea:

  • contribuiu para a conceitualização e elaboração do projeto;
  • fornece direção estratégica para o braço da Universidade de Toronto no projeto;
  • supervisiona a equipe da Universidade de Toronto no projeto.
Gladys Faba

Dra. Gladys Faba Beaumont é doutora em Sociologia pela Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM). Durante 18 anos, ela foi diretora do Centro de Informação para a Tomada de Decisão em Saúde do Instituto Nacional de Saúde Pública no México onde ela elaborou e desenvolveu programas de treinamento para a revisão sistemática de propostas e pesquisas baseadas em evidência e tomada de decisões. Ela também foi gerente editorial da Revista de Saúde Pública do México e o Boletim "Práctica Médica Eficaz", a primeira revista mexicana sobre prática em atenção primária à saúde baseada em evidência. Atualmente, Gladys trabalha como pesquisadora parcial no Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde Pública e é consultora internacional da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). Ela é responsável pelo Programa de Desenvolvimento Profissional do eSAC.

No eSAC, Gladys:

  • oferece direção estratégica para a o braço da OPAS no projeto;
  • supervisiona a equipe do OPAS no projeto;
  • supervisiona a concepção e implementação do programa de desenvolvimento profissional do projeto.

Jovens Profissionais (YPs)

Felipe Mejia

Felipe é graduado em Engenharia Química pela Universidade Nacional da Colômbia e mestre em Saúde Internacional pela Universidade de Heidelberg, na Alemanha (bolsista da KAAD). Ele tem experiência profissional em vigilância e avaliação de tecnologias em saúde, assim como no impacto do turismo na saúde pública, tendo realizado pesquisas em parcerias pública-privada na Colômbia e na Costa Rica. Felipe é o YP (jovem profissional) responsável pela região andina. Você pode acompanhar suas atividades pelo website: http://en.esacproject.net/guide/felipe-mejia

No eSAC, Felipe:

  •  contribui para as atividades de gestão do conhecimento do projeto - aspectos relacionados ao conteúdo;;
  • contribui para o desenvolvimento do projeto original- aspectos relacionados ao conteúdo;
  • contribui para o programa de desenvolvimento profissional do projeto.
Soroya Julian

Soroya é bacharel em Artes, em Mídia e Comunicação e mestre em Saúde Pública, com ênfase em Promoção da Saúde. Entre suas habilidades incluem: planejamento em comunicação estratégica, marketing social, desenvolvimento de publicações, planejamento e implementação de campanhas, relações midiáticas e advocacia. Ela tem trabalhado com comunicação em saúde com diferentes públicos-alvo, incluindo os mais vulneráveis e marginalizados, na Jamaica e outros países do Caribe. Soraya é a YP (jovem profissional) responsável pelo Caribe. Você pode acompanhar suas atividades pelo website: http://en.esacproject.net/guide/soroya-julian

No eSAC, Soroya:

  • contribui para as atividades de gestão do conhecimento do projeto - aspectos relacionados ao conteúdo;;
  • contribui para o desenvolvimento do projeto original- aspectos relacionados ao conteúdo;
  • contribui para o programa de desenvolvimento profissional do projeto.
Nasim Farach

Nasim é bacharel em  Marketing pela Universidade Tecnológica Centro-americana e  mestre em Relações Internacionais e Desenvolvimento de Comunicações pela Universidade de Ohio (bolsista da Fulbright). Ele possui experiência em comunicação em saúde, métodos qualitativos e monitoramento e avaliação, com foco em intervenções em HIV/AIDS. Ele tem participado em estudos em saúde em Honduras, Panamá, Guatemala e Tanzânia. Nasim é o YP (jovem profissional) responsável pela América Central. Você pode acompanhar suas atividades pelo website: http://en.esacproject.net/guide/nasim-farach

No eSAC, Nasim:

  • contribui para as atividades de gestão do conhecimento do projeto - aspectos relacionados ao conteúdo;;
  • contribui para o desenvolvimento do projeto original- aspectos relacionados ao conteúdo;
  • contribui para o programa de desenvolvimento profissional do projeto.

Consultora sobre Iniquidades em Saúde

Baltica Cabieses

Baltica Cabieses é uma enfermeira obstetrícia chilena com mais de 10 anos de experiência na pesquisa em saúde aplicada em países de média e baixa renda, especialmente países latino-americanos. Ela é mestre em Ciência da Epidemiologia e doutora em Ciências da Saúde (epidemiologia social) com certificado em educação em saúde. Baltica leciona na Universidade do Desenvolvimento no Chile e é professora visitante na Universidade de York. Além disso, ela também colaboradora com o Bradford Institute na pesquisa em saúde na Inglaterra. Ela tem grande experiência em pesquisa sobre iniquidade em saúde e suas atuais áreas de pesquisa são: iniquidades socioeconômicas em saúde, migração e saúde, e saúde pública global. Baltica oferece apoio metodológico e em pesquisa para a equipe do eSAC.

No eSAC, Baltica:

  • oferece apoio metodológico aos YPs (jovens profissionais) no processo de desenvolvimento do projeto original - aspectos relacionados ao conteúdo;
  • apóia o programa de desenvolvimento profissional do projeto.

Administradora do Projeto e da Gestão do Conhecimento Associado

Stéfanie Fréel

Stéfanie possui um bacharel com louvor em Psicologia e é mestre em Assuntos Internacionais pela Universidade de Toronto. Ela tem trabalhado no setor público, privado e não-governamental tanto no Canadá como no exterior, e tem experiência em saúde global e desenvolvimento internacional com foco específico em políticas e pesquisas em saúde global mental. Stéfanie coordena os processos de gestão administrativa, logística e de conhecimento no eSAC.

No eSAC, Stéfanie:

  • oferece apoio às atividades de gestão do conhecimento do projeto;
  • oferece apoio ao desenvolvimento e a implementação do projeto original- aspectos relacionados ao conteúdo;
  • é responsável pelos aspectos técnicos da plataforma online do projeto; 
  • administra o braço da Universidade de Toronto no projeto.

Contato

Para obter informações adicionais sobre o eSAC escreva para:info@esacproject.net ou ligue para +1 (202) 905-0510

Para seguir as atividades do projeto visite:

Facebook: ESAC Project

ou

Twitter: @eSACproject

Mídia

Se você é um membro da mídia e deseja entrar em contato com nossa equipe, por favor, escreva para: media@esacproject.net